Incidente de cyber pode equivaler à queda nas vendas para PMEs

Fonte: CISO

Problemas de cibersegurança são o terceiro tipo de crise mais desafiadora para uma pequena e média empresa lidar, aponta estudo

Incidentes de cibersegurança podem criar dificuldades equivalentes a uma queda drástica nas vendas, especialmente para pequenas e médias empresas (PMEs). Esta é uma das conclusões do estudo global realizado com mais de 1.300 empregados em PMEs com objetivo de entender quais crises afetam mais as organizações deste segmento de mercado.

Os resultados obtidos no Brasil mostram que os problemas de cibersegurança são o terceiro (14%) tipo de crise mais desafiadora para um PME lidar. À frente, aparecem uma queda brusca nas vendas (20%) e dificuldades associadas a fatos macroeconômicos (17%), como inflação e recessão. 

Outro destaque do estudo é que um problema de segurança pode ser tão desafiador que um queda nas vendas, já que para esse nicho de empresas, a diferença entre elas é de 1% apenas. Os resultados mostram o grau de importância que um vazamento de dados ou um bloqueio da operação por um ransomware geram nas organizações.

PMEs

“Infelizmente existe um mito entre as pequenas empresas de que não são alvos atraentes para um ciberataque. Se compararmos com as grandes empresas, que chegam a pagar milhões para não ter os dados vazados após serem hackeadas, o mito pode fazer sentido. Porém, o criminoso tem uma visão completamente diferente. Enquanto uma pessoa comum pode transferir diariamente algumas centenas de reais sem chamar atenção, qualquer micro ou pequena empresa mexe com milhares de reais todos os dias. Portanto, se conseguirem realizar uma fraude financeira contra uma PME, o lucro será sempre mais atraente do que um golpe contra um internauta qualquer”, explica Roberto Rebouças, gerente-executivo da Kaspersky no Brasil.

 

O executivo destaca ainda um detalhe importante que a pesquisa traz — das cinco principais dificuldades, todas são fatores que as PMEs não tem controle. “Entretanto, o problema de cibersegurança é o único que a organização tem total possibilidade de prevenir. Se um problema de segurança pode ser tão desafiador que uma queda nas vendas, espero que os empreendedores se lembrem disso quando estiverem decidindo os investimentos na área”, enfatiza Rebouças.

Na opinião dele, as PMEs devem priorizar tecnologias na nuvem e que sejam customizadas para a realidade delas. “Uma solução criada especialmente para as pequenas organizações terá uma gestão simplificada para que qualquer técnico de informática interno ou terceirizado possa garantir a proteção correta contra golpes e roubo de dados. E claro, o valor do investimento também estará alinhado com a realidade dessas empresas.”

CIBERSEGURANÇA

A KRYPTUS é a única empresa no país a oferecer testes de intrusão que incluem, além das tradicionais aplicações web e rede, hardware e mesmo microchips.


AVALIAÇÃO 360º DE SEGURANÇA

LEIA OUTROS CONTEÚDOS RELACIONADOS