SECURITY OPERATIONS CENTER

MATURIDADE NA DETECÇÃO E RESPOSTA A AMEAÇAS

A Kryptus é o parceiro ideal para implantação do SOC – Security Operations Center corporativo, onde as equipes internas de TI e cibersegurança da organização têm toda a infraestrutura necessária para realizar a detecção, análise e resposta às ameaças e incidentes de segurança

SOC DESIGN

Requisitos, arquitetura, tecnologias, processos e mapeamento de competências (RH)

SOC DEPLOY

Instalação e configuraçao de dispositivos e sistemas, integração de subsistemas

OPERAÇÃO

Equipes N1/N2/N3 para operação 24/7: monitoramento e deteccão. resposta a incidentes, threat hunting etc.

PENTESTS

Serviços de Red Team

TREINAMENTOS

Capacitação para a equipe do Cliente

SUPERANDO DESAFIOS E RISCOS CIBERNÉTICOS

Organizações que não possuam um SOC em funcionamento 24/7 correm o risco de sofrer grandes atrasos na detecção e na resposta a incidentes. Eventos ameaçadores ou anômalos podem não ser monitorados, aumentando ainda mais as chances da organização se tornar vítima de um ataque cibernético.

EVOLUÇÃO
DO RISCO

Ataques cibernéticos, incluindo casos de Ciberespionagem, têm se tornado mais frequente e sofisticados

GESTÃO
DA SEGURANÇA

Existem inúmeras soluções para se administrar (antivírus, firewalls, IDS/IPS, controle de acesso, segurança de endpoint etc)

CAPACIDADE
DE RESPOSTA

Muitas organizações não estão ou não se sentem preparadas para lidar de forma adequada com incidentes de segurança

VISÃO DAS
VULNERABILIDADES

“Existem dois tipos de empresas: as que já foram comprometidas e as que ainda não sabem que foram comprometidas.”

CONSTRUINDO UM SOC

 

APROVEITE COM EFICIÊNCIA O GERENCIAMENTO DO CICLO DE VIDA DA AMEAÇA (THREAT LIFECYCLE MANAGEMENT) PARA DETECTAR E RESPONDER RAPIDAMENTE AOS INCIDENTES

DEFINIR A ESTRATÉGIA

Avaliação do status frente aos objetivos dos negócios e foco nas funções principais de Monitoramento, Detecção, Resposta e Recuperação.

DESENHAR A SOLUÇÃO

Definicão de requisitos funcionais. modelo de SOC e arquitetura técnica, baseados em casos de uso críticos para os negócios e na visão de atendimento às necessidades futuras.

DEFINIR PROCESSOS

Gerenciamento do Ciclo de Vida de Ameaças deve contemplar todas as etapas, da coleta de dados à descoberta, qualificação, investigação, neutralização e recuperação.

PREPARAR O AMBIENTE

Checagem de segurança sobre os dispositivos de uso do SOC, mecanismos de acesso remoto e autenticação.

IMPLANTAR SOLUÇÃO

Preparação da infraestrutura de gerenciamento de logs, fontes de dados críticas, recursos de análise, automação e orquestração de seguranca com vistas ao tratamento dos casos de uso.

CASOS DE USO

Implantação e teste de casos de uso em todas as camadas de segurança, integrando diferentes fontes de coleta e considerando turnos diferenciados, para comprovar a confiabilidade e robustez de sua solucão. Feed de inteligência de ameaças e entradas automatizadas podem melhorar a precisão da detecção do seu SOC.

MANTER E MELHORAR

Ajuste contínuo da detecção e modelo de SOC, aliado à capacitação da equipe e incorporação de novos sistemas de entradas ou saídas de dados.

DIFERENCIAIS DA KRYPTUS

A KRYPTUS OFERECE INTEGRAÇÃO DE DIFERENTES APLICAÇÕES, LICENCIADAS OU OPENSOURCE, SEGUINDO AS MELHORES PRÁTICAS DE SEGURANÇA PARA ATENDER DE FORMA PERSONALIZADA AS NECESSIDADES DE NEGÓCIO DA SUA EMPRESA.

IMPLANTAÇÃO RÁPIDA

ESCOLHA NEUTRA SOBRE AS MELHORES OPÇÕES DE FERRAMENTA DE SUPORTE

EVOLUÇÃO CONFORME AS NECESSIDADES DO NEGÓCIO

TIME ALTAMENTE QUALIFICADO COM CERTIFICAÇÕES ATUALIZADAS

UM SOC INTELIGENTE PERMITE QUE AS EQUIPES DE SEGURANÇA:

• CONSTRUAM UMA ARQUITETURA DE SIEM ADAPTÁVEL

• APROVEITEM AS ANÁLISES DE SEGURANÇA AVANÇADAS

• EXPLOREM A INTELIGÊNCIA INTEGRADA CONTRA AMEAÇAS

• AUTOMATIZEM RESPOSTAS A INCIDENTES

• INVESTIGUEM E VISUALIZEM AMEAÇAS E SOLUÇÕES

SOC FINANCEIRO

PARA O SETOR FINANCEIRO, A KRYPTUS ATUA COM UM MODELO DE HUNTING E OUTRAS METODOLOGIAS ESPECÍFICAS, PERSONALIZADAS PARA CADA ESCOPO. NOSSA EQUIPE TRABALHARÁ DE FORMA PROATIVA EM BUSCAS POR AMEAÇAS CIBERNÉTICAS, GARANTINDO:

Análises profundas de possíveis incidentes baseando-se no comportamento do ataque (malware)

Técnicas de ataque, ferramentas, procedimentos para avaliar vulnerabilidades e simular possíveis incidentes