[vc_row][vc_column width=”3/4″][vc_custom_heading text=”” font_container=”tag:h3|text_align:left” use_theme_fonts=”yes” el_class=”no_stripe”][stm_post_details][vc_column_text]Por: Projeto RDS-Defesa – AEL entrega protótipos ao Exército | Tecnodefesa

No último dia 30 de junho, a AEL Sistemas, empresa brasileira da Base Industrial de Defesa
(BID), entregou dois Protótipos veiculares da Versão BETA (PVB) do Projeto Rádio Definido por Software do Ministério da Defesa (RDS-Defesa) ao Centro Tecnológico do Exército (CTEx).

Os equipamentos entregues foram desenvolvidos pela AEL Sistemas, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), Kryptus e Sigma Delta, integrantes de um arranjo produtivo nacional sustentável de rádios criado pelo Projeto RDS-Defesa, do qual também participa a IMBEL. Nesse desenvolvimento, foram superados diversos desafios tecnológicos, reduzindo-se significativamente o peso e volume do equipamento, bem como o adequando aos rigorosos requisitos ambientais para uma operação em blindados.

Projeto RDS-Defesa

Um dos PVB do RDS-Defesa entregues (Foto: AEL)

No mês de julho na AEL Sistemas, uma força tarefa liderada pelo CTEx finalizou a integração das formas de onda e realizou com sucesso testes de transmissão de voz e dados nas bandas HF e V/UHF.

Dentro das comemorações da semana do Quadro de Engenheiros Militares do Exército, em 5 de agosto, os engenheiros do CTEx e da AEL fizeram uma demonstração do PVB integrado ao sistema de comando e controle (C2) Gerenciador do Campo de Batalha (GCB) desenvolvido pelo Centro de Desenvolvimento de Sistemas, do Exército Brasileiro, na sede do CTEX, no Rio de Janeiro. O GCB utilizou o RDS-Defesa como meio de transmissão de dados, evidenciando a sua viabilidade para emprego operacional nas plataformas blindadas do Exército.

Projeto RDS-Defesa

Projeto RDS-Defesa

O projeto

Projeto RDS-Defesa faz parte de um Projeto de Interoperabilidade Técnica de Comando e Controle do Ministério da Defesa, e é coordenado pelo CTEx, com o objetivo de desenvolver um rádio 100% nacional, tendo completo domínio tecnológico do hardware, da forma de onda (software) e da criptografia, e que cumpra os Requisitos Operacionais Conjuntos (ROC) das três Forças. O RDS-Defesa proporciona diversas aplicações no contexto da Interoperabilidade técnica de comando e controle podendo ser utilizado em programas estratégicos como SISFRON, SisGAAz, Guarani, 8×8, entre outros.

Entre as vantagens de um RDS incluem-se a independência tecnológica de hardware e
o software; a capacidade de interoperabilidade, de portabilidade de Formas de Onda e de
agregação de novos serviços, sem necessidade de substituição do hardware; e a possibilidade de acompanhar os avanços tecnológicos no setor de comunicações por rádio.

O Projeto conta com apoio financeiro do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI), por intermédio de convênios estabelecidos com a Financiadora de Estudos e
Projetos (FINEP).

Fonte: AEL Sistemas[/vc_column_text][stm_post_tags][/vc_column][vc_column width=”1/4″ offset=”vc_col-sm-offset-0 vc_hidden-sm vc_hidden-xs”][stm_sidebar sidebar=”9353″][vc_empty_space height=”80px”][/vc_column][vc_column width=”3/4″][vc_column_text]

LEIA OUTROS CONTEÚDOS RELACIONADOS

[/vc_column_text][vc_empty_space][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_column_text]HSM como ferramenta para evitar o vazamento de informações no setor financeiro[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/12″][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_column_text]Perto adquire HSM da Kryptus[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]