Fórum de Certificação Anatel

Fórum de Certificação Anatel traz discussões voltadas às regulamentações e fiscalização para suportar a digitalização do país

Segurança cibernética tem papel fundamental na transformação digital e é destaque no evento 

A Anatel, juntamente com o CPQD, realizou nesta quarta-feira o Fórum de Certificação Anatel, um evento que uniu esforço entre iniciativa públicas e privadas em prol do desenvolvimento das telecomunicações nacionais.

Combate à pirataria, políticas de sustentabilidade da indústria nacional de eletrônicos, Open Ran e 5G, foram alguns dos temas abordados no fórum. 

Segurança cibernética foi o tópico do primeiro painel no qual, o diretor de cibersegurança da Kryptus, Rafael Cividanes,defendeu sua importância e complexidade no processo  de homologação de equipamentos de telecomunicações. Ressaltou os principais requisitos do Ato 77 e a experiência da Kryptus na construção da metodologia de testes e em casos reais de avaliação de vulnerabilidades em roteadores e setup-boxes, por exemplo.

O Ato 77, foi publicado em 05 de Janeiro de 2021 e define requisitos de segurança cibernética para equipamentos de telecomunicações e para os fornecedores desses mesmos equipamentos. Com isso, a Anatel pode avaliar se o produto e o fornecedor estão em conformidade ou não com as normas estabelecidas. 

Para atender aos  requisitos da Anatel e garantir a homologação é necessário uma avaliação de segurança com periodicidade pré estabelecida, incluindo correções no processo, quando necessário. 

“Na área de segurança, a avaliação contínua é imprescindível, porque o que é seguro hoje, amanhã já não é mais. Se você faz uma avaliação robusta, com técnicos capacitados para obter uma certificação e não faz uma avaliação contínua, três meses depois ela pode não estar mais valendo”, explica Cividanes. 

A Kryptus, empresa especialista em cibersegurança e criptografia, possui uma metodologia própria de análise de equipamentos e tecnologias de TIC e SI diversas e garante ao fabricante, não só a segurança do dispositivo mas como de todo o ecossistema envolvido, como a nuvem, rede, software, firmware, privacidade e outros.

kNET HSM

As instituições de pagamento podem contar com o kNET HSM para Pagamentos da Kryptus que, aprovado pelos mais rígidos padrões internacionais, oferece flexibilidade para adequar-se aos diferentes modelos de negócio.


Garanta uma infraestrutura robusta e em conformidade com as normas de segurança.

 

LEIA OUTROS CONTEÚDOS RELACIONADOS